12 de março de 2009

Duna

Trechos do livro: Duna
De Frank Hebert
"Grandeza é uma experiência transitória. Nunca é consistente. Ela depende, em parte, da imaginação criadora de mitos da humanidade. A pessoa que experimenta a grandeza deve refletir a respeito do mito que encarna. Deve refletir sobre aquilo que nela se projeta. E deve possuir um forte senso do sarcástico. O sarcasmo é o que lhe permitirá mover-se dentro de si mesma. Sem essa qualidade até mesmo a grandeza ocasional será suficiente para destruir um homem."

"Você se debate em seus sonhos?
Luta com as sombras?
E se move num transe?
O tempo lhe escapou.
Sua vida está perdida.
Você a desperdiçou em ninharias,
Vítima de sua loucura."

"O medo é assassino da mente. O medo é a morte pequena que traz a obliteração. Enfrentarei meu medo. Não permitirei que ele passe sobre mim ou através de mim. E quando ele se for, voltarei minha visão interior para fitar sua trilha. Por onde o medo passou nada restou. Apenas eu permaneço."
De Citações Reunidas do Muad´Dib,
escrito pela Princesa Irulan.

Um comentário:

Anônimo disse...

"Quando um homem se torna algo, ele prefere a morte a se tornar o seu oposto."